Queijo Santa Clara Dourados

O queijo SANTA CLARA DOURADOS é inspirado na tradição familiar, cujos pais, avós e bisavós faziam queijos há três gerações. Esse fazer antigo gerava recursos para o sustento e era um alimento essencial na mesa dessas famílias. À essa tradição, o gosto pelo estilo de vida e a boa mesa, somou-se a paixão por queijos, levando o casal Dalmo e Cida a resgatarem essa história.

O cuidado, o empenho e a dedicação para fazer o queijo, com paciência e zelo, continuam os mesmos dos tempos antigos, mas também se buscou novos conhecimentos e inovação, deixando que a boa flora natural do leite se manifestasse dentro da queijaria, valorizando ainda mais o sabor da SANTA CLARA DOURADOS: o queijo CASCA FLORIDA! Com uma casquinha levemente enrugada, fina, delicada e, por dentro, cor branca amarelada com textura macia, levemente quebradiça, de sabor amanteigado chegando a desmanchar na boca.

Sua MICRORREGIÃO de denominação geográfica CERRADO, que, com seu conjunto de características – o solo, a pastagem, a água, as estações climáticas bem definidas – aliadas ao “saber fazer” da cultura queijeira, confere sabor diferenciado ao queijo SANTA CLARA DOURADOS.

A paisagem é uma mistura de campo, com uma vegetação de menor porte e terra para “cultura”, com uma vegetação de transição da Mata Atlântica, compondo-se por uma variedade de árvores de médio e grande porte. Nessa mistura de vegetação, embelezando a paisagem, destaca-se a macaúba, uma palmeira alta, espinhosa e que produz uma deliciosa castanha. O relevo é modulado por muitos morros e serras, cortados por ribeirões e ainda pelo Rio Dourados, afluente do Rio Paranaíba, que banha, com muitas curvas, a propriedade. O clima é bem marcado pelas estações, muito quente e chuvosa e, outra, mais amena e seca.

O queijo é um produto vivo e por isso exige um “saber fazer” criterioso, de muita observação e conhecimento, de uma equipe que trabalha com amor. O QUEIJO SANTA CLARA DOURADOS segue as exigências do IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária), cumprindo as boas práticas de higiene na sua fabricação para garantir a sua qualidade, conquistando, assim, o seu Registro de Inspeção e o Selo Arte que certifica o seu modo de produção artesanal.

Zarinha apresenta o queijo Santa Clara Dourados.

Na Fazenda Santa Clara Dourados, todos os dias são de dedicação para que o leite possa ter qualidade, recebem atenção especial: a qualidade da água, a saúde do gado, a boa pastagem e a nutrição das vacas, a ordenha devidamente equipada e a qualificação técnica da equipe. As vacas, novilhas e bezerros têm acompanhamento sistemático do veterinário que cuida da saúde e manejo dos animais buscando o bem-estar animal.

A escolha pelas vacas Jersolanda (cruzamento do Holandês com o Jersey) se deu para aperfeiçoamdento da qualidade do leite com maior teor de proteína e gordura. Além disso, as vacas jersolandas são dóceis na lida do dia a dia e são considerada uma raça que polui menos o meio ambiente, por serem animais de menor porte, geralmente, comem menos, e, por consequência, emitem menos gases de efeito estufa[1].A alimentação é cuidadosamente orientada, tendo como base o capim, sendo que a pastagem ao ar livre, a ração e a silagem de milho para complementar a nutrição. Esse trato se reflete na saúde animal, e, por consequência, na qualidade do leite para a produção de um bom queijo.


[1] https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/20796311/vaca-jersolanda-pode-ajudar-a-reduzir-emissoes-da-bovinocultura-leiteira

Vacas Jersolanda da Fazenda Santa Clara Dourados

A Fazenda Santa Clara Dourados se preocupa com a sustentabilidade da sua produção, buscando a preservação do meio ambiente, utilizando energia solar fotovoltaica, a recuperando das nascentes, da mata ciliar e da vegetação com o Sistema Agroflorestal (SAF). O soro produzido pelo queijo é devidamente coletado e utilizados na alimentação dos porcos, assim como os dejetos da pocilga e do rural (chorume), são também devidamente coletados e utilizados como fertilizante na pastagem, na hortaliça e na SAF para uma produção orgânica. Além desses cuidados, a fazenda contribui com a preservação de empregos na área rural, buscando o bem-estar da equipe, e a manutenção da tradição queijeira da região do Cerrado Mineiro.

Hortaliça da Fazenda Santa Clara Dourados
Quintal-SAF (Sistema Agroflorestal) da Fazenda Santa Clara Dourados

PRODUTORES: Dalmo Pereira e Maria Aparecida Machado Pereira (Cida)

ENDEREÇO: Estrada entre Coromandel e Abadia dos Dourados, km 20, à esquerda 6 km, Abadia dos Dourados – MG

TELEFONE: (31) 999677034

E-MAIL: [email protected]

Instagram: @santaclara.dourados