Dois cursos queijeiros em São Roque de Minas

Débora Pereira, mestre queijeira da Guilde Internationale des Fromagers e professora da Escola Mons na França estará em São Roque de Minas em janeiro para ministrar dois cursos profissionais:

  • Análise Sensorial e formação de jurados para concursos de queijos (com degustação e “simulado” de concurso): dia 11 de janeiro. Curso certificado pela Escola Mons.
  • Cura de queijos, nível 1:dia 12 de janeiro
O curso de jurados visa formar um batalhão de experts para o próximo Mundial do Queijo do Brasil. FOTO: Arnaud Sperat Czar/Profession Fromager

Da roça à loja, como fazer esse caminho

Na sexta-feira, dia 10 de janeiro, as 17h haverá uma reunião com produtores de queijo do Núcleo SerTãoBras Canastra, em parceria com a prefeitura de São Roque de Minas. O objetivo é motivar os produtores a saírem da clandestinidade e a começarem a se organizar de forma mais satisfatória para conquistarem novos mercados.

Nessa reunião, a empresária e comerciante de queijos Flávia Rogoski, da loja Bon Vivant, de Curitiba (Paraná) vai dar a palestra “Da roça à loja, como fazer esse caminho“. Ela vai explicar o que pesa na decisão de um cliente para comprar um queijo e dar dicas para melhorar as vendas.

Débora Pereira e Flávia Rogoski são membros da Guilde Internationale des Fromagers.
FOTO: Arnaud Sperat-Czar/Profession Fromager

O Serviço de Inspeção Municipal de São Roque de Minas

“O SIM de São Roque de Minas é uma luz no fim do túnel para nossos 800 pequenos produtores de queijo canastra. É a maneira mais simples de tirar nosso produto premiado da clandestinidade, dando qualidade e agregando valor ao nosso queijo, gerando emprego e gerando qualidade de vida para nossos produtores” disse o prefeito Roldão, de São Roque de Minas.

Roldão, que administra São Roque de Minas entre 2016 e 2020 e motiva a legalização dos produtores pelo SIM. Foto na queijaria do Gilson.

O associativismo na Serra da Canastra

Em outubro de 2019, foi criado o Núcleo SerTãoBras Canastra, em parceria com o Serviço de Inspeção Municipal da Prefeitura, para motivar novos “antigos” produtores a saírem da clandestinidade. Três reuniões já foram realizadas, no intuito de conscientizar os produtores sobre a responsabilidade exigida e os benefícios adquiridos no processo de formalização da produção queijeira. A próxima é dia 10 de janeiro 17h.

A Serra da Canastra é uma das regiões queijeiras que mais se destaca no cenário do queijo nacional. A SerTãoBras começou na Canastra em 2007 e desde sempre somos parceiros da Aprocan, associação pioneira pelo trabalho do queijo artesanal no Brasil. Em parceria, já realizamos cursos passados, com a professora Delphine Gehant da escola Enilbio de Poligny.

Para 2020, serão organizados cursos na escola de tecnologia queijeira de São Roque de Minas, que está sendo construída por iniciativa da Aprocan, com a ajuda Codevasf, da Prefeitura de São Roque de Minas e outros parceiros.

Hospedagem

Sugerimos a Pousada Canastra.

Leia Mais
Vídeo: Presidente de sindicato francês degusta queijo canastra