MENU

(0) Comentários Destaque, Produtores-mapa, Queijo

Queijaria Ribeiro Fiorentini

Um percurso em fermentação acelerada

Foi de Izabela Fiorentini, esposa de Wagner Ribeiro, a ideia de começar a fazer queijo na fazenda Bem Aventurança em 2018. Hoje, depois de muitos cursos e estudos para aprimorar as técnicas de fabricação e cura.

Queijo triplo creme Petit.

O resultado é uma gama variada de queijos de massas mole e dura: Chou, Valentina e a última novidade do casal é o “Petit”, um triplo creme inspirado na receita do queijo francês Brillat-Savarin (foto acima). “Aprendi essa receita com Hervé Mons no festival Fermentar em Goiânia e estou aprimorando a cada dia” contou Wagner.

FOTO Bruno Marinho

Como tudo começou…

A história de Wagner Ribeiro e Izabela Fiorentini começou quando ele decidiu investir em uma fazenda para seu pai em 2014, um grande sonho familiar. No início, os investimentos e a falta de experiência levaram a uma enorme dificuldade financeira. Apesar de alcançarem excelentes indicadores, somente o faturamento do leite não era suficiente para sustentar o negócio.

Pasto à vontade e água fresca: sonho de toda vaca feliz. FOTO Bruno Marinho

A crise os impulsionou a buscar conhecimentos. Em 2016 participaram de cursos e palestras. Em 2017, Wagner foi para Chapecó-SC, assistir ao maior evento da pecuária leiteira do Sul do País, InterleiteSul. Hoje o pasto da fazenda é irrigado e em rotação.

FOTO Bruno Marinho

Foi então que, em meio a crise da greve dos caminhoneiros em junho de 2018 no Brasil, Izabela viu um vídeo de um produtor abrindo seu tanque de leite e jogando tudo fora. Ela pensou: ” que desperdício, por que não fazer queijo?”

“Iniciamos com queijo frescal até chegarmos nos queijos maturados e mofados”, disse Izabela.

FOTO Bruno Marinho

Coração do Vale do Rio Doce

A Fazenda Bem- Aventurança, sede da Queijaria Ribeiro Fiorentini, fica no Vale do Rio Doce, próximo a Governador Valadares/ MG, no município de Tumiritinga.

A baixa altitude, altas temperaturas e falta de cultura de maturação de queijos tornaram seu maior desafio.

FOTO Bruno Marinho

” A fabricação dos nossos queijos inicia-se no cuidado e carinho com os animais” disse Wagner.

O pasto em quantidade e qualidade, higiene na ordenha, controle rigoroso de contagem de células somáticas e manejo são essenciais. A finalização ocorre dentro da queijaria, onde tudo é feito artesanalmente e só com ingredientes naturais: leite. coalho, sal e fermentos.

Prêmios

FOTO Bruno Marinho

1 Bronze no “Mundial do Queijos do Brasil 2019” (Queijo Chou)
1 Prata no “V Prêmio Queijo Brasil 2019” (Queijo Valentina)
3 Bronzes no “V Prêmio Queijo Brasil 2019” (Queijo Chou, Prensado e Meia Cura).
Essas são as primeiras premiações que vem para o Vale do Rio Doce para queijos artesanais produzido com leite cru.

Pontos de Venda

Belo Horizonte
Cachaçaria e Queijaria Tupiguá
Roça Capital

Governador Valadares
Padaria Betel
Padaria Lopes
Padaria Guanabara
Pão Total
Padaria D’Lourdes
Supermercado Rio Doce
Padaria Califórnia

Contato

33 8448 4348 – Izabela Fiorentini
Facebook
Instagram


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *