MENU

(0) Comentários Queijo

Queijo Sem Fronteiras

Osvaldinho, do queijo Alagoa, de tão entusiasmado com o queijo escreveu essa poesia que encantou o presidente da Guilde des Fromagers Roland Barthélemy. Ela foi publicada em francês no jornal da instituição. Ele foi entronizado e ganhou a medalha da instituição.

“Osvaldo salvou a agência de correios da sua pequena cidade incrustada nas montanhas de Minas de ser fechada por falta de movimento, agora 90% dos pacotes enviados na cidade são queijos, precisamos de queijeiros assim na França também” brincou Roland ao apresentar Osvaldo para uma plateia de 350 pessoas no jantar de gala da abertura do salão.

Osvaldo e Osvaldinho.
FOTO: Osvaldo Filho/Acervo Pessoal

QUEIJO SEM FRONTEIRAS

Osvaldo Filho

Por mais altas que sejam as montanhas
Por mais imensos que sejam os oceanos
Nada disso são barreiras,
Quando o queijo é sem fronteiras!

Da fértil terra brasileira
Para o charmoso solo francês
Sabor da gastronomia mineira
É rei, não é princês!

O queijo não é apenas alimento
Preserva o sentimento.
É alquimia de história, cultura e tradição.
É passado, presente, futuro, é inovação.

*Osvaldo sempre foi conhecido como comerciante de queijo. Agora ele começa a explorar uma nova via na cadeia queijeira: o mineiro acaba de comprar uma fazenda no município de Alagoa e começará em breve sua produção com leite da própria fazenda.Mais informações sobre o regulamento e as inscrições na primeira semana de fevereiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *