Queijos de leite cru de Guzerá produzido na cidade mineira de Datas.

De origem capixaba, mas criado em Belo Horizonte, o criador de gado Guzerá Richard Santos está há sete anos instalado nas terras altas de Datas, região de Diamantina, Minas Gerais. Embora incrustada na Serra do Espinhaço e com clima tropical de altitude, seu território não foi considerado dentro da indicação geográfica do queijo do Serro.

Atualmente, Richard transforma o leite exclusivamente de suas vacas Guzerá, raça zebuína conhecida também como Kankrej, uma das primeiras indianas a chegar no Brasil. Os queijos são feitos de modo artesanal a partir de leite cru e são curados na própria fazenda.

“Herdamos o costume de fazer queijo especialmente dos nossos avós e bisavós que vieram do norte da Itália,eles criavam cabras e vacas e faziam queijo. Eles chegaram na região serrana do Espírito Santo a mais de cem anos e mantiveram essa tradição por décadas”. Richard Santos

Com uma maturação jovem a partir de 30 dias, a textura é bem macia, lembrando um queijo meia cura. Mais maturado, ele revela sabores mais intensos.

Os queijos são vendidos na região de Datas e também em Belo Horizonte no Mercado Central e por encomendas para todo o país.

Controvérsias das Indicações Geográficas

O queijo de Datas é um caso típico de exclusão dos processos de Indicação geográfica. “Estou a 30 Km em linha reta da sede do serro enquanto, enquanto tem fazendas da IG Serro que ficam a mais de 200 km, por exemplo em Colunas e Paulistas, e estão incluídas“. O rebanho de Richard, que é registrado pela ABCZ, está registrado no IMA do Serro para o controle de vacinas, mas não tem as mesmas facilidades com o órgão (para regularização de instalações por exemplo) por não ser considerado “produtor do Serro”.

“Sou empresário e não posso ter as prerrogativas de agricultura familiar, além disso estou fora das regiões geográficas delimitadas e também não tenho direito as prerrogativas e subsídios dos que estão nas regiões. Ou seja, além de não ter incentivos, exigem tudo sem prazo”, conta Richard.

Mas, ele é persistente, está em busca de mais informações para melhor curar seus queijos e participa da luta pela valorização dos queijos artesanais de leite cru. Sua paixão em fazer esse queijo com um terroir muito especial. O município de Datas está a mais de 1240 m de altitude. Dá para imaginar o sabor desse queijo…

Richard com sua esposa e suas duas filhas, ao centro os Mestres Queijeiros Hervé Mons e Débora Pereira durante a ExpoZebu 2017, em Uberaba.

Contatos:

Instagram 

31- 98879-9098

Leia Mais
Para estimular produção, Triângulo quer ter queijo minas artesanal certificado