Leite cru 24 horas por dia

Aumento da procura por leite cru incentivou a instalação da máquina (foto: divulgação)

Família da Nova Zelândia instala máquina na fazenda para venda automática do produto não pasteurizado

Aumento da procura por leite cru incentivou a instalação da máquina (foto: divulgação)

A forte demanda da comunidade local por leite não pasteurizado levou uma família de fazendeiros da Nova Zelândia a instalar na porteira da propriedade uma máquina para venda automática do produto.

“O que nos estimulou foi que, com a máquina, não é mais preciso passar o dia usando a mangueira para encher as garrafas que as pessoas traziam”, disse o dono da fazenda, Mark Houston, ao jornal neozelandês Nelson Mail.

Desde 1981, uma lei do país estipula que os produtores locais só podem vender leite cru dentro da propriedade, limitando o consumidor a comprar até cinco litros por dia. Nao há , entretanto, limite para o volume total comercializado por cada produtor.

Com sua nova máquina, importada da Itália, a família Houston vende diariamente 200 litros de leite não pasteurizado, ao preço de dois dólares neozelandeses (o equivalente a pouco mais de R$ 3) o litro.

Os produtores mantêm dois rebanhos na propriedade, manejados em sistema de rodízio para obter leite ao longo de todo o ano. Eles obtiveram a licença para comercializar leite cru para suprimento doméstico após seis meses de inspeções e certificações.

Animados pela receptividade pelo leite não pasteurizado demonstrada pelos consumidores locais, os Houston estão agora importando novas máquinas para venda automática e montaram uma empresa de franquia – a Village Milk –, que deve espalhar a ideia por toda a Nova Zelândia.

Leia mais sobre o assunto no blog  3 Wheeled Cheese.

Leia Mais
Queijo catauá, de vacas Jersey, em Tiradentes