Queijo de leite cru no Comida di Boteco

Bares Bartiquim e Temático usaram queijo minas artesanal em suas receitas

 No tradicional bairro boêmio de Belo Horizonte, o Santa Tereza, estão localizados, um de frente para o outro, os bares Bartiquim e Bar Temático. Os donos são o Sr. Bolinha e o Sr. Bené, que vivem uma rivalidade amistosa há anos. O Bar Temático já participou de todas as onze edições anteriores do concurso, mas ainda não recebeu nenhuma premiação, enquanto o Bartiquim participa desde 2004 e já conseguiu o 3º lugar em 2005.

Os dois utilizaram o queijo minas artesanal (feito com leite cru) em suas receitas. No “Tô vêno nada”, Bolinha criou um bolinho de carne com o queijo e tomate seco, cozido em molho de tomate. Já Bené misturou a cultura nordestina (segundo as palavras dele “em especial a do Pernambuco”, sua terra natal) com a mineira e apresentou o “Tô vêno tudo”, um amarrado de massa à base de ovos recheado com queijo canastra e carne de sol.

Prato do Bar Temático – “Tô vêno tudo”

Para Bolinha é essencial que o queijo utilizado nos pratos seja o artesanal e Bené, que descobriu recentemente todo o debate sobre a proibição da comercialização do queijo de leite cru e a defesa de sua legalização acredita que se o queijo minas artesanal entrasse para o amplo mercado desbancá-lo seria difícil.

O concurso Comida di Buteco 2012 vai até 13 de maio na capital mineira. Participam da disputa 41 bares em Belo Horizonte.

Mais informações no site do concurso: www.comidadibuteco.com.br.

Fotos de Cecilia Fox

Leia Mais
Mofos e queijos de menos de 22 dias precisam ser legalizados na IG da Canastra