Carlos Alberto Dória: a defesa do queijo de leite cru com argumentos científicos e experiências internacionais

|Por Kathiane Francelina, Sertãobras|

No XIV festival de cultura e gastronomia de Tiradentes, o sociólogo colaborador da Sertãobras

Carlos Alberto Dória no festival de Cultura e gastronômia de Tiradentes (foto: Sertãobras)

Carlos Alberto Dória debateu com os participantes (domingo, 28 de agosto), o tema “A defesa do queijo de leite cru nacional com argumentos estrangeiros”.

Um dos pontos chave da discussão foi a posição do poder público diante da produção dos queijos artesanais. Segundo Dória “o poder público encontra-se prisioneiro de uma visão “higienista” sobre o leite cru e todos os produtos de origem animal, emitindo normas de observância obrigatória que refletem o nível tecnológico da grande indústria e atendem aos seus interesses”.

Para ele, os pequenos produtores não podem cumprir com as exigências, pois o processo é muito complexo e o custo das instalações está bem distante da renda que possuem. Além disso, falou sobre as implicações da legislação brasileira para o consumo desse tipo de produto, “estão em descompasso com as pesquisas realizadas nos países europeus sobre os riscos implicados no uso do leite cru –pasteurizado – microfiltrado – resfriado. Em uma só palavra, estão desatualizadas”.

Participantes da palestra “A defesa do queijo de leite cru nacional com argumentos estrangeiros”

Para finalizar, Dória citou a produção do queijo de leite cru como um processo cultural, um modo de vida tradicional das famílias produtoras que está ameaçado pelas exigências da legislação brasileira.

Veja a apresentação em slide:
http://www.slideshare.net/sertaobras/a-defesa-do-queijo-artesanal-tiradentes-ago-20111

Leia Mais
Livro sobre o queijo do Serro será lançado no sábado