Australianos lutam pelo queijo de leite cru

A lei australiana permite que hoje sejam importados queijos de leite cru, mas nega que queijeiros do país utilizem o leite cru

O movimento Slow Food da Austrália lançou do dia 25 de maio uma campanha para dar aos queijeiros artesanais o direito de produzir – e aos consumidores de comer – queijos australianos de leite cru. A campanha convoca a Food Standards Australia New Zealand (FSANZ), agência responsável pela regulação dos alimentos na Austrália, a permitir que queijeiros artesanais australianos produzam e comercializem queijos de leite cru de qualidade. E, para o desenvolvimento e reforço em segurança, regras de rotulagem e legislações que mantenha a integridade do país como uma nação de ‘comida limpa’.

“Quando fabricados com cuidado, os queijos mantém as qualidades inerentes e distintas do leite utilizado. Quando apresenta características sazonais e locais, o  queijo expressa diversidade e a arte de seu produtor como nenhum outro alimento”, disse Michael Croft, coordenador do Raw Milk Chesse Project. “O queijo australiano que comemos hoje é pasteurizado, uniforme seguindo as regras sanitárias. A ciência está sendo usada para limitar nossas escolhas de queijo. Não podemos produzir e vender o queijo de leite cru australiano. Não podemos prová-lo. Nos negam a experiência das características únicas deste alimento”, completa.

“Quando você pasteuriza o leite, você tira sua alma”, disse Carlo Petrini, presidente do movimento Slow Food, na Casa de Ópera de Sidney semana passada. “Com o queijo de leite cru, vocês podem sentir o gosto da raça do animal, o gosto da grama que os alimenta, se vem da montanha, dos vales, as habilidades do produtor. Pasteurizar leite mata todas essas características, o sabor fica padronizado”, declara.

A produção de queijos de leite cru tem uma longa história na Europa. Hoje pode ser produzido no Canadá e nos Estados Unidos, e a produção está próxima de ser permitida na Nova Zelândia. A lei australiana permite que hoje sejam importados queijos de leite cru da França e da Itália, mas nega que queijeiros australianos utilizem o leite cru. “As leis que não permitem que produtores de queijo australianos façam queijos de leite cru ou que os australianos não possam consumi-los são estúpidas”, declarou Petrini. “Nós vencemos a guerra nos EUA, e viemos aqui para ganhar”.

Leia Mais
Intercâmbio Minas França 2009