Lincoln e Lula

Gabriel Andrade

Por Gabriel Donato de Andrade

4 de novembro de 2009

Fazendo uma reflexão comparativa entre dois presidentes que eu considero bons democratas, posso citar Abraham Lincoln (presidente dos EUA de 1861 a 1865) e o Lula.

Lincoln sempre insistiu em que as leis fossem rigorosamente cumpridas. Para tanto, manteve uma guerra civil de cinco anos porque desrespeitar as leis e a  constituição, segundo ele, era “pisotear a memória dos nossos antepassados” que lutaram pela independência.

A guerra se justificava: os sulistas queriam manter a escravidão dos negros, um descumprimento à lei. Fizeram uma guerra de quatro anos até que os sulistas aceitassem, pelo menos formalmente, cumprir a lei.

Já o governo Lula é o melhor que já tivemos no Brasil. Vejamos os 509 anos da nossa história:

  • Nos primeiro 320 anos, os portugueses levavam 20% de todo nosso trabalho, sem retorno.
  • Gritamos a independência, mas continuamos sob o domínio da mesma família real.
  • A república, por sua vez, foi um grito dos próprios generais, nomeados pelos reis.
  • A tradição no Brasil foi o inverso do lema democrático norte americano, francês e bolivariano. Infelizmente os inconfidentes foram enforcados pela monarquia portuguesa. Resultado: nós nos calamos, até o próprio rei resolver dar o grito de independência. Foi uma revolução muito pouco gloriosa…  Depois, a declaração da república, ao invés de ser no contexto de um rompimento, foi um golpe de estado dos generais contra o imperador.

    Já com a vitória de Lula, podemos nos orgulhar da história do nosso país. Há muito crescimento, progresso, paz.

    Já tivemos outros governos, que até entregaram nosso minério e nossas ferrovias…

    Lincoln e Lula